diminui a probabilidade de complicações pela presença de alguma toxina.

Antes de qualquer processo cirúrgico é muito interessante que o organismo esteja o mais purificado possível, diminuindo a probabilidade de complicações pela presença de alguma toxina. A drenagem linfática pré operatória elimina o que pode ser nocivo durante uma cirurgia, que é sempre uma situação de maior vulnerabilidade do indivíduo. Já a drenagem linfática pós operatória,atuará na redução do edema (inchaço) pós-operatório.

O ato cirúrgico em si causa algumas lesões no corpo como cortes e cicatrizes. Isso leva o corpo a uma resposta orgânica inflamatória, que compreende o extravasamento de líquidos do interior das células para baixo da pele.

A drenagem linfática, ao estimular a circulação linfática, distribui este líquido excedente para os gânglios, e com isso diminui o inchaço da região operada,além de ajudar na reabsorção de hematomas acelerando o processo de cicatrização do corpo, diminuindo o risco de infecções secundárias.